Conteúdos da USP incentivam protagonismo jovem no combate às emergências climáticas

“Os jovens irão viver uma parte do século que seus pais não viverão e na qual estão colocados enormes desafios em que eles mesmos terão que ser protagonistas.” A frase do pesquisador Pedro Jacobi, coordenador do Grupo de Pesquisa Meio Ambiente e Sociedade, do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP, em entrevista ao Jornal da USP no final de 2021, aponta para a preocupação dos especialistas em temas ambientais para tratar das emergências climáticas para além dos laboratórios de pesquisa.

Apesar de constar da Base Nacional Curricular, documento que orienta a educação desde o ensino fundamental até o médio, o tema das mudanças climáticas ainda é abordado de forma restrita nas escolas, conforme explicou Edson Grandisoli, pesquisador do programa Cidades Globais do IEA.

Também falta preparação adequada aos professores, que precisam fazer a ligação entre os vários ramos do conhecimento numa perspectiva interdisciplinar.

Para auxiliar na abordagem do tema em sala de aula, a Universidade tem produzido conteúdos dirigidos a professores e alunos, buscando traduzir em uma linguagem simples e acessível aquilo que está sendo discutido no meio acadêmico. Todos os materiais têm em comum uma ideia: convocar uma mudança na comunicação dentro das salas de aula para a mobilização dos jovens.

Confira a seguir alguns trabalhos produzidos pelos pesquisadores da USP:

https://jornal.usp.br/universidade/conteudos-da-usp-incentivam-protagonismo-jovem-no-combate-as-emergencias-climaticas/